El (Judeus) ,Yahweh (Cristãos), Allah (Muçulamos)

Postado em Atualizado em


Nós Yorubas, veneramos diversas figuras que compõe nosso Sistema Mitológico, ligados a Genise Yoruba, que tornam, embora da discordância de muitos, a Religião Yorubá e seu Politeísmo.
Essas deidades, dentre as principais inclui Ere e Olodumare.
Olodumare, divindade maxima no panteão de Deuses é aquele que geraria as divindades da criação da terra, cada uma com funções especificas. Não aceitando ele sacrificios, não erguendo-se a ele templos, não entoando a ele preces, a Divindade que mais se aproxima dos seres humanos e que esta ligada a criação é Obatala, Deus criador do Ser-Humano.
Obatala, Deus da Criação Humana, também é o Deus da Paz, da Sabedoria e da Fertilidade, também é ele o Deus da Familia. Obatala possui muitos atributos, por ter sido ele o primeiro gerado por Olodumare, considerado até responsável pelas chuvas, embora exista uma Deidade em nosso panteão a cargo desta.
Obatala encarnou diversas vezes na terra, no corpo de grandes reis. Em Ifon, aclamado como Baba Olufon (o rei da cidade de Ifon), em Lejugbe aclamado como Orixa da Agricultura (Baba Oko), em Ijigbó aclamado como Orixa da colheita do inhame (Osogiyan), recebe também atribuições como Deus da Montanha (Baba Oke).

Dessas encarnações, fizeram com que esses Reis fossem Divinizados ascendendo também a categoria de Deuses, parecido com que Jesus foi a um pequeno grupo de Judeus que considerava Joshua (Jesus) a encarnação de Yahweh (Jeová).
Cultuamos Obatala em toda sua supremancia, assim como cultuamos suas encarnações que são as Deidades mais proximas a nós e são estas que vem a terra, durante o transe.
Nada disso é estranho para quem conhece a história do Egito, Hamsés era a Encarnação do Deus Rá.

O problema com os Judeus esta na profecia a cerca do Messias. Ela dizia que El encarnaria em um humano, mas para isso seria necessário alguns atributos

Primeiro: que ele fosse descendente da realeza (toda encarnação divina tem que o ser). Realmente, Joshua (Jesus) possuia como Pai José descendente do Rei Davi, mas infelizmente ele foi aclamado em seu nascimento como nascido de uma virgem, hora, Jose nao era o pai de Jesus, para tanto, não cumpria um dos pre-requisitos da profecia

Segundo: ele é divino por sua própria existencia (Jesus foi batizado por são João Batista, o que retira dele capacidades divinas atribuidas naturalmente)

Terceiro: Ele nasceu 4 anos depois da professia, já havia prescrito o tempo da chegada do Messias Judaico.
De um modo ou de outro, uma pequena população acreditava no Ser Divino daquele homem. Nada disso é estranho para nós Yorubas, quando Sango o Deus do Raio reinava em Oyo, Jesus já havia nascido.

O que é estranho são as etapas de conformação da Religião Monoteísta. Primeiro os Judeus separam em uma gaveta apenas a Deidade que eles elegeram ser única (separando-se das deidades dos cananeus). Veja, tudo isso é uma escolha humana.
Mais tarde, este Deus único (Monoteista?) por opção é reapropriado novamente (pela segunda vez) e acredita-se que ele encarnou.

Pela terceira vez esta mesmo Deus passa a falar pela boca de um homem, que dá a este Deus atribuições diferentes das atribuições com que o mesmo assumia na “origem”

Imagina se hoje um Brasileiro se titula-se a encarnação de Obatala e resolve-se reformular nossa Religião Milenar? Atribuindo novos espaços celestiais? Eximindo a religião dos sacrifícios? Ou pior que isso? Castrando nosso panteão que chega a quase que 850 Deuses para apenas UM?

Vocês aceitariam isso normalmente?

Em um mundo tão “evoluído” como o nosso (dizem). Ninguém se pergunta porque uma Divindade cultuada por um povo, não fala a seu povo ou a seus Sumos Sacerdotes de suas vontades e vai falar a outro grupo sobre seus “novos desejos”?

Sobre a questão do “etnocentrismo” desta Deidade, ou ela é uma Divindade muito vaidosa, ou muito solitária (teme a disputa com outras), ou, nada disso é divino, são apenas escrituras (não divinas) mas humanas, tecendo sua vontade de cultuar um deus apenas.

É inconcebível a mim não se tratar isso de forma Teologica e atribuir a tudo isso uma fato natural. Chega ser incoerente não só filosoficamente como historicamente.

E o que eu, Sacerdote Yoruba tenho a ver com isso?

Imposição! Somos vítimas dessa imposição, vocês todos os dias, meu povo des do descobrimento desse país. O Deus da verdade em verdade é um Deus de mentiras e isso não sou eu que digo, a história fala por si mesma.

Pensem nisso!

Motumba! Baba Kejaiye

Anúncios