Politeismo

Postado em


A humanidade sempre foi Politeísta!

Não existe texto que eu leia das 3 Religiões Abraâmicas que não cite as três palavras chaves para entendimento de Dominação.

“conflito” “pregar” “paganismo”

Incrível como a Humanidade acostumou-se a essa crença que fora inventada “do dia para noite” a partir da ideia extraordinária de um homem, louco que ouviu no topo de uma montanha DEUS? E este Deus falou que queria ter um culto exclusivo?

E tem gente que se diz esclarecida!

Sobre o Islamismo:

“Maomé nasceu em Meca em 570, e assim o islamismo tem estado desde então associado de maneira inextricável com a cidade. Nascido entre os hachemitas, uma facção menor da tribo dominante, os coraixitas, foi em Meca, na caverna de Hira, na montanha conhecida como Jabal al-Nour que, de acordo com a tradição islâmica, Maomé teria recebido pela primeira vez a revelação divina advinda do próprio Deus por intermédio do arcanjo Gabriel, no ano de 610, e foi na cidade que Maomé começou a pregar sua forma de monoteísmo abraâmico contra o paganismo de Meca. Após sofrer perseguições das tribos pagãs por 13 anos, Maomé migrou (ver Hégira), em 622, juntamente com seus companheiros – os Muhajirun – para Yathrib (conhecida posteriormente como ‘Medina’). O conflito entre os coraixitas e os muçulmanos, no entanto, continuou; os dois grupos se enfrentaram na Batalha de Badr, na qual os adeptos do islã derrotaram o exército coraixita nos arredores de Medina, e na Batalha de Uhud, que terminou de maneira inconclusiva. No geral, no entanto, os esforços dos habitantes de Meca para aniquilar o islã fracassaram, e acabaram por se revelar custosos demais e, eventualmente, mal-sucedidos. Durante a Batalha da Trincheira, em 627, os exércitos reunidos da Arábia não lograram derrotar as forças comandadas por Maomé.”

Sobre os judaico-cristãos:

“Em 435 as medidas contra o paganismo foram reforçadas com a pena de morte para quem continuasse a fazer rituais pagãos, que envolviam sacrifícios de animais. As dificuldades da Igreja ainda cresceram com as invasões bárbaras do século V. A maioria dos invasores eram pagãos, mas verificou-se um ponto de viragem à volta do ano 500, quando os Francos se converteram do paganismo ao cristianismo. Com a conversão dos lombardos arianos e dos pagãos anglo-saxónicos à volta do ano 680, o cristianismo passou a dominar quase por completo o espaço cultural da Europa ocidental.”

Baba Kejaiye – fontes diversas

Anúncios