Culto de Tradição de Orixa x Culto de Incorporação de Espiritos

Postado em Atualizado em


Voces por acaso ja ouviram a seguinte frase “orixa responde mesmo e no assentamento”.

Nunca se perguntaram porque existe essa frase?

Quando eu falava em palestras a cerca da forma com que esta configurado o culto aos Orixas e o Culto aos Ancestrais, separava-se ali o culto em duas esferas. O culto aos mortos que fica afastado do terreiro e o culto as Divindades, dos quais habitam o interior dos templos.

Em maioria, que e uma lastima, claro, retirando aqui as casas tradicionais de culto, as demais precedem culto a Umbanda e a Tradição de Orixa dada ela seja por que nome for. Na medida que entendemos que Baba Egun materializado se quer pode tocar os vivos, entenderemos que confere um dos maiores absurdos um adoxu, iniciado a uma divindade do qual elegun (e montado por ela) que teve um corpo ritualisticamente sacralizado a este, ser montado por um espirito.

Podemos ir mais alem nesta questao, e verificar que ser quer um elegun podera ser um dia Baba Oje. Como dizem nas sociedades Oro de Baba Egun, no Brasil as unicas encontradas estao na Ilha de Itaparica “ou voce tem mao quente ou voce tem mao fria” seperando quem lida com Orixas e quem lida com Eguns.

E quando as pessoas cruzam estas esferas o que teremos? Sim, teremos a explicação da frase “orixa responde mesmo e no assentamento”.

Porque?

Porque o assentamento e um receptacu-lo do qual carrega elementos de axe dos quais o orixa se identifica. Orixa não esta preso ali, novamente como sempre digo, “não prendemos orixas em pedras”, orixa não se batiza, não se prende, não se da nome. O Oruko, nome que recebemos e nosso nome civil religioso pertencente apos a iniciação ao grupo etnico do orixa.

Mas nosso Eleda tambem e receptacu-lo de orixa. Confere ele entao, um assentamento tao semelhante ao que reside no Igba. Tanto e que pode-se um dia desfazer-se aquela materialidade e este orixa não deixara de montar o seu neofito.

Mas na medida em que, as pessoas profanam seus corpos, a exemplo, relacionando-o com espiritos, orixa não ve mais naquele eleda fonte de abrigo. Perde-se para tanto o axe, pois axe, se fixa, se renova mas se perde.

Entao a pessoa passa a não mais ser um corpo que e parte daquele deus, do qual sozinho sera fonte de proezas e de realizações.

O orixa o qual representa aquele individio cuja fonte de axe foi plantada entre ara (corpo) e igba (assentamento) passa entao a existir somente no igba e nao co-existir em ambas as esferas.

Isto passa desapercebido aos olhos da maioria pois a maioria das casas, precede Culto a Umbanda uma vez na semana, sendo o xire de orixa realizado uma, duas no maximo tres vezes ao ano.

Se pudessemos medir o axe, iriamos verificar a isto que me refiro.

Jamais disse que orixa deixaria de guarnecer a casa, as pessoas, ate mesmo o filho. Mas se pudessemos paralelamente preceder ambos os cultos, a exemplo, rituais de Umbanda na segunda-feira e Xire de Orixas na sexta-feira, na sexta-feira os orixas entrariam em transe nos seus Eleguns? Experimentem.

Aqui na Casa de Nago, não temos Culto de Incorporação de Espiritos, ate porque nosso Culto Yoruba e pela Materialização ou atraves dos receptacu-los dos eguns-esa que são de louvor. Para tanto, o inverso ocorre e orixa vem uma vez na semana, em nosso caso, todo o domingo.

Talvez, não tivéssemos este quadro, se precedêssemos o que citei logo acima. Por isso, as pessoas me questionam como que então existe casas de cultos paralelos. Eu sempre digo, pode ate existir, mas os Orixas vem quando?

Motumba! Baba Kejaiye

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s