“Praticar religião socialmente”

Postado em


“Praticar religião socialmente”

Hoje, dia 9 de Dezembro de 2013, por volta as 20:49 recebi do irmão de vocês, Juliano Barela, não por uma visita presencial tão pouco por um telefonema, mas sim por uma postagem coletiva, em nosso Grupo de Estudos, da qual, não se dirigia a mim embora fizesse citação do meu nome, notificando seu afastamento da casa. Bom, para uma pessoa que foi iniciada, que se quer durante as semanas decorrentes da iniciação preocupou-se em se integrar do andamento da casa, das necessidades da mesma, com certeza desconhece o verdadeiro sentido de uma família de Orixá. Em sua frase, o mesmo dizia que havia encontrado uma nova porta e nesta uma “nova proposta”. Bem, não foi a primeira vez que um irmão de vocês abandonou nossa casa pois aqui “ofertava-se Etun” na casa do fulano “ofertava-se Boi”.

Apenas me espanta e pergunto-me onde esta a responsabilidade de cada um para com o sagrado? Minha querida Iyá Epega dizia “quem assume mando, assume deveres, responsabilidades” e completava: “cobram direitos, quem prega deveres?”

As pessoas podem desonrar minha casa, desonrar a mim (que sou um réis servo de orixá), agora por favor, não desonrem Orixá em busca de falsas promessas. Vocês todos, possuem conhecimento suficiente passado por mim em saber o que é verdadeiramente estar em um Culto de Tradição de Orixá.

Bàbá Kejàiyé

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s