Matança x Sacrificio Ritual

Postado em


Matança x Sacrifício Ritual

Creio que por herança gaúcha, este termo acabou sendo adotado pelo Culto de Tradição de Orixá no Rio Grande do Sul, donde a maioria das pessoas desconhece a Teologia em voga a este culto, do verdadeiro sentido dos sacrifícios.

Na Teologia Yorubá, o homem foi criado a semelhança de Orixá e os animais foram criados para servir ao homem e aos deuses. Mas esta afirmação não pode ser comparada a desordem ambiental do mundo ocidental. Tudo isto, vive em mais perfeita harmonia.

O cerne desta religião são os atos de comunhão para com os deuses Orixás, com isto, animais entregam-se docilmente ao sacrifício, pois entendem que foram chamados por Olodumaré a cumprir este papel.

Animais não gritam durante o sacrifício, são banhados em ervas um dia antes, alimentados, vestidos para cerimonia.

Existe cargo especialista em sacrifícios, denominado nas Casas Nagôs como Axogun “mão de faca”, responsável não só pelo ato do sacrifício bem como minimizar o sofrimento do ato, que busca a retirada do Ejé (sangue) que nutre o Axé (força) da comunidade e da carne que alimenta a população.

Não existe por parte do Culto de Tradição de Orixá desperdício.

Não devemos confundir Sacrifício Ritual com Matança!

“Entender os processos é livrar-se da ignorância! ”

Bàbá Kejàiyé

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s