Da “sujeira” a “limpeza”

Postado em


Da “sujeira” a “limpeza”

No Brasil, por advento da Religião Kardecista, acaba-se adotando para dentro dos terreiros de Culto de Tradição de orixá, conceitos que não são nossos. Primeiramente, do que se trata de vestimentas, a maioria dos cortes de saias bem como sua montagem, por uso das mulheres nas sociedades afro-brasileiras de orixas, Xangô de Pernambuco, Candomblés, Batuques etc são de origem Europeia. Por outro lado, o uso do branco, que, por simbolizar limpeza, acaba sendo adotado como que uma bandeira, que aposta em um abismo entre o sagrado e o profano, outra espera da qual jamais separa-se nesta religião haja visto que na Teologia Yoruba “Orixá é o dia-a-dia”.

Criou-se uma falsa-tradição se seguidamente das Ossé nos materiais, como se sangue, sumo de ervas, elementos tanto do reino animal, vegetal ou mineral, sejam considerados como “sujeira”. Muitos terreiros sacrificam animais em determinados materiais, louças, quartinhas, recipientes de barro, mas tão logo quanto da exposição destes a público “limpam” os resíduos do axé?

Separa-se o que é roupa ritual do que é roupa usual, proibi-se o uso de sapatos, a todo momento purifica-se o ser humano para do contato com as divindades, mas não é deste o corpo das mesmas?

Recriam a Africa, em meio aos olhos ocidentais, higienizam nossas tradições e cultura.

Sugiro que, possamos todos, egressos dos cultos de Tradição de orixá, podermos entender, que, lidamos com outro universo, cujos valores da vida lá fora, não são os mesmos valores que, aplicam-se aqui dentro.

Bàbá Kejàiyé

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s