Elegbá

Posted on Updated on


Bará Olodê (Olodê Elegbá)

Rezas

Exu exu Olodê – Exu exu o Bará Lanã
Lanã exu – Bará
Adague exu – Bará
Exu Borokum – Bará

Ajiquireme voduma vodum cabin cabin ajiquirema vodum vodum cabin cabin

Ara dum léba ô – Inha
Ama dum léba ô – Inha
Exu Ala Ketu léba ô – Inha
Inha uá majeque – Inha uá majeque

Ibará Bô abobo Jô Bará e maconché, Bará Alajiki Abobo Jô Bará amadeco eco Ibará bô abobo Jô Jubara lé Balé Exu conché

Reza de Olodê para defesa da casa e, quando se pega filhos de outra casa

Fori fori fori bô Exu gire efori bô – Fori fori fori bô Exu gire efori bô

Frentes de Olodê

Geralmente, as frentes de Olodê acompanham as dos demais Barás, constando de milho torrado, 07 batatinhas inglesas assadas sem água e epô. Lembrando-se sempre que esse orixá é guloso, devendo colocar-se uma significativa quantidade de epô em suas frentes e em seu ecó, que é composto de água, 07 punhados de farinhas e epô.
Além do trivial, pode-se ainda fazer uma cozida de aipim como forma de agrado.
O aipim cozido também deve ser utilizado em Erissum, quando se despacha Olodê ou para se colocar no saco do Eru, juntamente com as demais frentes direcionadas aos Barás.
Quando de Erissum, ainda deve-se fazer para Olodê, embora já deva ter sido despachado, três opetés em forma de pirâmides, cobertos com farinha de mandioca crua.
As frutas marmelo e manga também servem de frente a esse orixá, a essa energia, pois as fibras da manga fortalecem o pedido daquilo que se busca.

Bará Adague (Adá Gué Elegbará)

É o orixá da casa (Ilê), aquele que guarda o recinto, atrás da porta, diante dela, é a energia constante que circunda o ambiente na entrada. Suas respostas são obtidas em encruzilhadas abertas e em estradas oblíquas. É uma representação egocêntrica do exigir sem propor uma solução e, ao mesmo tempo, solucionar sem explicar os termos.

Rezas

Eleu amacheri olebara exu abana dá eleu amacheri onibara exu abana dáà Idem

Eleuá demi cheche mirê à Ademi cheche ni bará

Exu já lanã ide à Exu já lãna fumaléo

Exu já lãna adague à Exu já lãna fumaléo

Exu lanã Exu Berim à Exu Berim exu berim lanã

Frentes de Adague

Milho torrado pintado escuro com 07 batatinhas assadas com um opeté de batatas e dendê com o furo no meio, podendo ainda, colocar-se pipoca e dendê A manga também pode ser utilizada.

Bará Lanã Bô (Bô Elegbará)

É o mensageiro de ligação entre as matas e os demais reinos. A força presente no amido e na casca do milho torrado nas matas. Representa a energia do pedido drástico, a fé cega e em excesso, mas também representa o emprego propriamente dito.

Rezas

Bará Bô anarauê a exu Lanã Oni Bará bô anarauê a exu lanã amade coni modi bará bô bará bô bará ueléfa exu lanã

Frentes

Milho torrado claro com pipocas e opeté sem furo no meio. Pipoca frita com azeite comum, forrado com folhas variadas, dando-se preferência ao Ibá (mamoneiro).

Bará Azê ( Aze Oni Elegbá – Aze Lebára)

É o Bará mais selvagem, mais pertinente, mais respeitado e, por isso, o menos citado. Deve-se ter atenção redobrada em seu culto, não acompanha nenhum orixá, embora, responda por todos. É a liberdade e a revolta contra a opressão social e doméstica.

Rezas

Oni Bará eléo Oni Bará eléo Oni Bará ueléfa epô à Idem

Azê ademi amodi Bará exu ajô a modi baim à Idem
Aze Ademi trabalhador de Bará exu com cajado trabalhador de Xangô
Que Zan Bará voduma exu quere quere que Zan Bará voduma exu quere quere.

Frentes

Milho torrado bem escuro com galo vermelho. Pipoca, as 07 batatinhas, 07 pedaços de carne crua com ar de pimenta. Entrega-se em baixo de uma árvore frondosa com velas brancas (sempre).

Bará Bi (Bi Elegbara) Bará Eléfa (Elexu ifá Elegbá)

Bará responsável pela forja, pela formação do caráter dual humano. É a energia do fogo nos compostos inflamáveis da Terra. É a representação cósmica das misturas e reações químicas, sendo também, a incerteza no caminho, as dúvidas que nos levam à reflexão correta ou errada de nossas certezas cristalizadas.

Rezas

Ae ae oni Bará ô ae ae Oni Bará ama celo Ogum ô ama celo Ogunjá ae ae oni Bará à Idem

Bará Tiriri Lanã (Tiriri Lanã Elegbá)

O único dos barás que não se aproxima de cemitérios, sendo, acompanhante de Xangô. Representa a austeridade humana, o sentimento de culpa inexistente, são aqueles que agem por impulso.

Rezas

Exu Tiriri Lanã Exu Tiriri Lanã Bára que Bára Exu Bára Exu Tiriri Lanã à Idem
Exu Tiriri Lanã Exu Tiriri Lanã Bará Força Exu Bará Exu Tiriri Lanã

Frentes

Milho torrado médio, com 07 balas de mel, manga, um pouco de epô e sete batatinhas.

Bará Odá (Odá my Elegbará)
É a intranqüilidade nos caminhos, os problemas possíveis que possam vir a aparecer, são as fendas naturais, as trilhas que chegam às penínsulas, acompanhante de Obá

Rezas

Bará run éco ge co lodá Bará run éco ge co lodá Bará run éco Bará Lodê Bará run éco ge co lodá i Bará Moreum
à Age co lodá

Bará do ecó abram-se Lodês Bará do ecó abram-se Lodês Bará do ecó Bará Lodê Bará do ecó abram-se Lodês Bará do cruzeiro de terra.

Frentes

Milho torrado pintado escuro com 07 batatinhas assadas com um opeté de batatas e dendê com o furo no meio, podendo ainda, colocar-se pipoca e dendê A manga também pode ser utilizada.

Bará Agelú (Agelú Elegbá)

É a areia da beira da praia e do fundo do mar, é a força escavada pela água, determinada a retornar ao ponto inicial, o final do ciclo da rocha, o mineral purificado , porém, também é a total dissolução de pensamentos.
Agelú é o único vodun Elegbá da família de gege.

Rezas

Bara Agelú, Bará Agelú, Bara Agelu acheribó Bara Agelu acheribó oia nirê ôà Idem

Frentes

Pipocas com milho torrado claro, 07 balas de mel e mel por cima.
Agelú também come epô. 01 opeté com ou sem furo no meio com mel ou dendê.

Bará Ni Borokum ( Borokum Onicéu Mojê Elegbará)
É aquele que dá providência sobre as doenças, sobretudo, a psicológica, é a terra do formigueiro, diretamente das terras de Nupê, Empê, esse vodun é de origem Iorubana e não Cabinda.

Rezas

Lanã Abao Oni aloiê Lanã Abao Oni aloiê Lanã Abao queuá Aloiê Lanã Abao queuá Aloiê à Idem

Frentes

Milho torrado pintado escuro com 07 batatinhas assadas com um opeté de batatas e dendê com o furo no meio, podendo ainda, colocar-se pipoca e dendê A manga também pode ser utilizada.

About these ads